sexta-feira, fevereiro 17, 2012





















Já nada acontece
Já nem há respostas
Para as questões
Que me são postas
Não há razão que resista
Ao meu direito
A sonhar
Explicações?
Procurem no ar.
Porque este meu estar
E as minhas palavras
Estão vivas no olhar
Nas cores da madrugada
E na poesia
Porque falar de amor
É falar de magia.

Manuel F. C. Almeida

2 comentários:

Ana disse...

Simples e maravilhoso! Sei do que falas, adorei*

sagher disse...

Obrigado pelas tuas palavras