quinta-feira, setembro 10, 2009


















Na primavera beijei
Um caminho novo
Com alegria gritei
-não vão mais calar o povo
Mas o céu limpo de Abril
Depressa escureceu
E o grito juvenil
Calou-se e um dia morreu.

Manuel F.C. Almeida

3 comentários:

Ana Camarra disse...

Não morreu, meu amigo, não morreu!

Beijo grande

Almavoadora disse...

25 de Abril , Sempre!!!!!!

MalucaResponsavel disse...

este poema é um murro, pah!