quarta-feira, novembro 01, 2006

os outros




















Porque
Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão
Porque os outros têm medo mas tu não.

Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão
Porque os outros se calam mas tu não.

Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo.
Porque os outros são hábeis mas tu não.

Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos
Porque os outros calculam mas tu não.
Sophia de Mello Breyner

1 comentário:

solfrio disse...

a excelência da poeta pode aplicar-se a tudo meu amigo. mas sempre lhe digo que é preferivel um nao frontal e sincero, que um sim por comisseração. se o seu objecto de amôr já o nao vê como tal, emtão nao alimente o pensamento com quem nao sabe ler ou nao pode ler, a beleza desse seu amor. levante a cabeça. tenha orgulho de ser como é. só perde alguma coisa na vida quem deixa de ser quem é.