quarta-feira, novembro 01, 2006

olhar
















Olho a janela dos teus olhos
Persianas corridas
Sobre a minha existência
mas inda assim encontro
Estas palavras para te dizer;
Dou-te um pedaço de mim para amar ou
Rasgar
Dou-te uma lágrima para resgatar
O amor que não me queres dar:
Dou-te a vida que não saberei
Cumpri sem te ter
e quando um dia nascer verás
que te amei até morrer….


autor desconhecido

2 comentários:

paula disse...

OBRIGADA

Obrigada pelo que me dás de ti e pelo que me fazes sentir!
Obrigada por tudo:
pelo dom de ti mesmo
pelo teu apoio incondicional
pelo acolhimento do meu ser e do meu estar
pelo tempo que me dispensas
pela tua escuta activa e empatica
pelo ombro que me ofereçes sempre para desabafar
pela tua mão amiga que me estendes
pelos conselhos que me dás
por me fazeres sentir viva
por me ajudares a ver o mundo com outra cor
por me fazeres descobrir que ainda sou capaz de amar com toda a força do meu ser
Obrigada por mudares a minha existencia,mesmo que disso nao tenhas consciencia.

paula disse...

Grande amigo esqueçe de vez essas ideias tontas pq como vez fazes muita falta aos teus amigos.
O mundo apesar de tudo continua a ser belo e tu o mereçes mais que ninguem.
beijinhos