sábado, fevereiro 05, 2005

another song

É no fundo dos teus olhos que Descubro;
O porto de abrigo um diaSonhado.
Mas neste silêncio em que me Encubro;
não há certezas de ter lugar marcado.

Mas entendo, ó musa, que há algo aDizer;
Um segredo que os olhos teimam emFalar
E neste silêncio, que é o meuViver
Reside sempre a esperança de um dia parar

Porque foi tarde demais que euDescobri
Que viver mais não é que um Momento
E se nunca cantarei o que penso de ti
É devido á natureza do meuSentimento

Não devo pois magoar estaAmizade
Com actos ou frases que a possam Matar
Porque tudo o que sinto é imensa Saudade,
De silêncios e carinhos que estão por Trocar.

1 comentário:

Scorpia disse...

Messieur Sagher,

I Congratulate you for your poême... Another song is a cry for an untold possible love story, replaced by a warm fiendship...

Beijos
Scorpia